Dieta da Gelatina

2 semanas ago

Histórico

O histórico desta dieta não é conhecido da comunidade científica.

Como funciona a dieta da gelatina

A Dieta da Gelatina pode estar associada aos hábitos alimentares ou ao consumo restrito desse alimento.

A gelatina é composta por colágeno e possui nove dos dez aminoácidos que são indispensáveis na alimentação.

Como sobremesa, é encontrada nas versões normal, light, diet e ice. Pode ser encontrada, também, em pó ou em cápsulas.

A versão normal da gelatina possui carboidratos, o que sacia a vontade de ingerir doces.

Nas versões diet do produto, essa vontade de ingerir doces é minimizada pelos edulcorantes.

A versão light tem seu valor energético menor que o da gelatina convencional.

A ingestão de qualquer tipo de gelatina promove a saciedade e hidrata, o que ajuda a reduzir a ingestão de outros alimentos.

Pontos positivos

  • Alternativa de baixo custo;
  • É pouco calórica, saborosa, e é a mais rica fonte industrializada de aminoácidos essenciais ao nosso organismo.

Pontos negativos

  • O cardápio é restritivo e metódico, o que torna a dieta enjoativa;
  • Grande perda não somente gordura, mas de músculos e água, causando flacidez, cansaço e indisposição;
  • Gelatinas industrializadas possuem grande quantidade de aditivos químicos, corantes, espessantes, açúcares ou adoçantes;
  • Apesar de ter nove dos dez aminoácidos, a quantidade não é suficientes para suprir as necessidades do organismo;
  • É pobre em vitaminas, minerais, fibras e carboidratos;
  • Prejudica a vida social do indivíduo.

Opinião profissional

A perda de peso rápida é consequência do catabolismo protéico do organismo para suprir a falta do  triptofano, o aminoácido que não está presente na gelatina; além de não promover a formação de hábitos alimentares saudáveis.

A restrição dos grupos alimentares resultará em carências nutricionais no organismo, sendo prejudicial à saúde.

Não considera as necessidades fisiológicas de cada indivíduo, a idade, o sexo, o estado nutricional, a presença ou não de doenças etc.

A dieta não é reconhecida cientificamente, e não possui um acompanhamento profissional.

Para sua segurança e sucesso da sua dieta, procure um nutricionista.

Autor: Lana Angélica Braudes Silva
Email: lana@nutricaoemfoco.com.br