Dieta dos Pontos

1 mês ago

Histórico

A Dieta dos Pontos foi criada em 1969 pelo Dr. Alfredo Halpern, endocrinologista de São Paulo

Como funciona a dieta dos pontos

É caracterizada por uma linguagem fácil e acessível sobre as calorias dos alimentos. O cálculo das calorias dos alimentos é substituído pelo somatório de pontos, no qual se determina que 1 ponto equivale a 3,6 calorias.

Cada alimento tem um valor na dieta dos pontos, que é baseado no seu valor nutricional. Nessa dieta, todos os alimentos ingeridos devem ser anotados e seus pontos calculados.

Esse controle é realizado através de uma tabela que contém os pontos de vários alimentos e preparações.
A contagem de pontos tem um limite diário que deve ser cumprido.

Orienta-se que o  total de pontos a ser consumido deva ser determinado de acordo com altura, sexo, idade, hábitos alimentares e atividade física realizada pelo indivíduo.

No entanto, várias tabelas de pontos de alimentos estão disponíveis em revistas e internet, determinando inclusive o total de pontos para os indivíduos, com 300 pontos para as mulheres e 400 pontos para os homens.

A dieta promete secar até 4 quilos em um mês. Recomenda-se o consumo de 160 a 176 pontos (50% – 60% do total permitido) de carboidratos, de 33 a 50 pontos (10% – 15%) de proteínas e até 96 pontos (30%) de gorduras.

E ainda chama a atenção para a ingestão diária de até 2 gramas de gordura trans, como preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), porque o consumo de vários alimentos contendo um pouco dessa gordura pode fazer com que esse limite seja ultrapassado facilmente.

Pontos positivos

  • Comodidade e praticidade, pois o indivíduo tem a liberdade de comer o que quiser, desde que não ultrapasse o limite de pontos determinado.
  • O método de pontos é mais fácil de ser utilizado do que decorar as calorias de cada alimento.
  • Com o hábito de anotar os alimentos, o indivíduo passa a quantificar os alimentos que consome, controlando suas porções, inclusive quanto ao valor nutricional.

Pontos negativos

  • A dieta focaliza apenas a quantidade de calorias e deixa de lado o estímulo a uma dieta balanceada nutricionalmente, como é demonstrado na Pirâmide Alimentar.
  • Os pontos podem ser atingidos com alimentos inadequados, ricos em calorias e pobres em nutrientes.
  • A liberdade de comer tudo que quiser até completar os pontos diários pode tornar a dieta inadequada.
  • Os acessórios utilizados, principalmente no início, como calculadora e tabela de pontos dos alimentos dificultam a dieta, devido às complicações de ficar consultando a tabela e calculando os pontos.
  • A publicidade e o marketing de que não é necessário sacrifício em relação às as comidas preferidas seduzem as pessoas obesas. Elas continuam com a má alimentação, apenas com o diferencial de que estão contando calorias.
  • A provável falta de nutrientes acomete a saúde, podendo desenvolver a fome oculta, isto é, a desnutrição no organismo por falta de determinados nutrientes. O resultado são problemas como a anemia, osteoporose, queda de cabelos, dentre outros.

Opinião profissional

Consumir menos calorias do que se gasta, logicamente levará a perda de peso, mas nem sempre os pontos necessários são adequados.

O cálculo dos pontos é generalizado, e não atende a todos da mesma maneira. Se a pessoa marca todos os alimentos que consome e o resultado calórico for menor do que seu gasto, provavelmente ela irá emagrecer.

Entretanto, é necessário observar se as recomendações de vitaminas, minerais, fibras, proteínas e carboidratos serão atingidas.

Da mesma forma é preciso investigar se as quantidades de gorduras e sal excederão as recomendações.

Isto porque o emagrecimento é um processo que depende do perfeito funcionamento do organismo, e da ação conjunta de vitaminas, minerais, fibras e demais nutrientes que participam da regulação deste processo.

Um exemplo claro são as gorduras, pois as suas calorias engordam mais que as calorias advindas de proteínas ou carboidratos.

Ou seja: 7 pontos de gordura engordam mais que 7 pontos de proteínas!

Outro aspecto fundamental é a ausência de uma reeducação alimentar.

Se a pessoa não aprende a comer, ela terá grandes dificuldades em manter o peso perdido.

Para sua segurança e sucesso da sua dieta, procure um nutricionista.